Páginas

Seguidores

sábado, 21 de julho de 2012

plano de encontro para a catequese infantil sobre o batismo


O batizado do Senhor
Objetivos: Saber que  o batismo é o rito de entrada para a família de Deus.
Sentir feliz em fazer parte da família de Deus, mesmo se ainda não for batizado.

Oração inicial
Acolhida
 versículo: Deixai vir a mim as criancinhas e não as impeçais, porque o Reino de Deus é daqueles que se parecem com elas (Lc 18,15-16).
A chave: Por que somos batizados?

História: Mateus, 3,13-17

O batismo de Jesus

Por que Jesus foi batizado? Apesar de Jesus não ter pecado algum, quis ser batizado para nos mostrar que era solidário com a humanidade pecadora, a qual viera salvar.
E o nosso batismo, o que significa? O Batismo é um novo nascimento. Nascemos para uma vida nova e nos tornamos irmãos uns dos outros.

De quem Jesus é filho? Jesus é o Filho de Deus.

O que aconteceu na hora do batismo de Jesus? O céu se abriu e uma voz disse "Você é meu filho querido.Coloco todo o meu amor". Ao mesmo tempo, o Espirito de Deus em forma de pomba ficou sobrevoando a cabeça de Jesus.

Explicação:
Quando somos batizados, tornamos pública nossa participação como membros da família de Deus, exatamente como Jesus fez. 

Partindo do concreto

Para termos a vida de Deus em nós e sermos filhos de Deus é preciso aceitar Jesus e prometer seguir suas palavras.
No dia do Batismo, nossos pais e padrinhos escolheram para nós e prometeram ensinar-nos esse caminho. Nesse dia nós, que éramos apenas criaturas de Deus, tornamo-nos filhos passando a pertencer a uma família, que é a Igreja. Nós aceitamos Jesus.
Nós temos em nós o Pai, o Filho e o Espírito Santo. O importante é aumentar essa vida de Deus em nós.
Porque somos batizados ainda crianças ¿
batizarem as crianças, segundo a importância que é o sacramento do "Batismo", pois "quem não renascer da água e do Espírito Santo, não pode entrar no Reino de Deus". Cristo chama todos ao batismo - Apesar de os protestantes modernos serem os principais opositores do batismo de crianças, a Igreja Cristã historicamente sempre sustentou que as leis de Cristo se aplicam às crianças da mesma forma como aos adultos, pois Cristo disse que ninguém poderá entrar no céu a menos que tenha renascido pela água e pelo Espírito (Jo 3,5). Suas palavras devem ser aplicadas a todos aqueles que desejem ter direito ao seu reino. Ele também defendeu este direito mesmo às crianças, deixai vir a mim estas criancinhas e não as impeçais, porque o Reino dos céus é para aqueles que se lhes assemelham (Mt 19,14).
A Sagrada Escritura menciona vários personagens pagãos que professaram a fé cristã e se fizeram batizar "com toda a sua casa", o chefe de família com todos os seus domésticos, inclusive crianças.
Atividade para casa
— Procure saber onde e em que dia você foi balizado.
— Você sabe o nome de quem o batizou?

Guardando
“Portanto, vão e façam com que todos os povos se tornem meus discípulos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, e ensinai-os a observar tudo que ensinei a vocês...” Mateus 28,19-20.
Considerações finais:
Nenhuma pessoa deve ser privada da graça de Deus através do Batismo.Pelo Batismo nos tornamos Igreja.O Batismo da parte de Cristo não consiste em purificação dos pecados, mas em nascer para Deus como seu filho. Não que Deus considere que o ser humano só é seu filho depois do Batismo,mas pelo Batismo tomamos posse da herança de vida eterna,  Cristo nos proporciona.
Encerramento

para os catequistas:

Porque a Igreja Católica batiza crianças?
Algumas igrejas protestantes, principalmente as fundamentalistas, criticam a prática da Igreja Católica de batizar crianças. Para eles, o batismo é reservado apenas para adultos e crianças mais crescidas, pois este deve ser administrado apenas após a evidência do "nascer de novo" - isto é, após a pessoa "aceitar Jesus como único Senhor e salvador". No instante desta "aceitação", a pessoa "nasce de novo" e se torna cristão, um dos eleitos, e sua salvação está garantida, para sempre. Só então se segue o batismo, já que este não possui poder salvífico algum. Na verdade, quem morre antes que seja batizado, mas depois de ter "aceitado" Jesus, vai para o paraíso de qualquer forma.
Da forma como estes protestantes entendem, o batismo não é um sacramento (no real sentido da palavra) mas um ordenança. De forma alguma transmitiria a graça que está simbolizando. Para eles, é apenas um manifestação pública da conversão de alguém. Pelo fato de somente adultos ou crianças maiores poderem se converter, o batismo é negado às crianças que ainda não alcançaram a "idade da razão" (em torno dos sete anos). A maioria destes fundamentalistas bíblicos afirmam que durante os anos anteriores à idade da razão, os bebês e as crianças menores estão automaticamente salvas. Assim que determinado indivíduo alcança a tal idade, deve "aceitar" Jesus para alcançar o paraíso.

Desde os tempos do Antigo Testamento, a Igreja Católica entendeu o batismo de forma diferente, ensinando que este é um sacramento que traz consigo diversas coisas, a primeira das quais é a remissão dos pecados, tanto o pecado original como o pecado atual - apenas o pecado original no caso dos bebês e crianças pequenas, pois são incapazes de pecado atual - quando o batizado for adolescente ou adulto.

Pedro explica o que no ocorre no batismo quando diz, arrependei-vos e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo (At 2,38). Porém, ele não faz restrição a este ensinamento apenas aos adultos. Ele acrescenta, pois a promessa é para vós, para vossos filhos e para todos os que ouvirem de longe o apelo do Senhor, nosso Deus (v.39). E também lemos, Levanta-te. Recebe o batismo e purifica-te dos teus pecados, invocando o seu nome (At 22,16). Este mandamento é universal, não restrito a adultos. Além do mais, estes versículos tornam clara a necessária conexão entre o batismo e a salvação, uma conexão explicitamente mencionada por Pedro, que diz, esta água prefigurava o batismo de agora, que vos salva também a vós, não pela purificação das impurezas do corpo, mas pela que consiste em pedir a Deus uma consciência boa, pela ressurreição de Jesus Cristo (1Pd 3,21).
Cristo chama todos ao batismo - Apesar de os protestantes fundamentalistas modernos serem os principais opositores do batismo de crianças, a Igreja Cristã historicamente sempre sustentou que as leis de Cristo se aplicam às crianças da mesma forma como aos adultos, pois Cristo disse que ninguém poderá entrar no céu a menos que tenha renascido pela água e pelo Espírito (Jo 3,5). Suas palavras devem ser aplicadas a todos aqueles que desejem ter direito ao seu reino. Ele também defendeu este direito mesmo às crianças, deixai vir a mim estas criancinhas e não as impeçais, porque o Reino dos céus é para aqueles que se lhes assemelham (Mt 19,14).
Lucas nos dá mais detalhes sobre esta bela passagem das Escrituras. Trouxeram-lhe também criancinhas, para que ele as tocasse. Vendo isto, os discípulos as repreendiam. Jesus, porém, chamou-as e disse: Deixai vir a mim as criancinhas e não as impeçais, porque o Reino de Deus é daqueles que se parecem com elas (Lc 18,15-16).
Os protestantes afirmam que estas passagens não se aplicam a crianças mais jovens e a bebês pois a passagem implica que as crianças a que Cristo está se referindo são aquelas que podem ir até ele por si mesmas (algumas traduções trazem "soltem as criancinhas para que venham a mim", o que dá a entender que elas poderiam fazer isso por si próprias). Os fundamentalistas, então, concluem que a passagem se aplica somente às crianças que são capazes de andar, e, presumivelmente, capazes de cometer pecados. Mas o texto de Lc 18,15 diz Trouxeram-lhe também criancinhas (do grego proseferon de auto kai ta brephe). A palavra grega brephe significa "bebês, crianças nos primeiros anos de vida" - crianças completamente incapazes de chegar até Cristo por si mesmas e que não possuem a capacidade de fazer uma decisão consciente de "aceitar Jesus como seu Senhor e salvador". Este é precisamente o problema. Os fundamentalistas refutam a possibilidade de conceder o batismo a crianças por que elas não possuem ainda a capacidade de fazer uma escolha consciente, como esta, por exemplo. Mas notem que Jesus diz porque o Reino de Deus é daqueles que se parecem com elas [referindo-se justamente a estas crianças que estavam sendo levadas a ele por suas mães/responsáveis]. O Senhor não exigiu que elas fizessem uma escolha consciente. Disse que elas são precisamente o tipo de pessoa que pode vir até Ele e receber o reino. Então com que bases, pergunta-se aos protestantes fundamentalistas, os bebês e as crianças jovens deveriam ser excluídas do sacramento do batismo? Se Jesus disse Deixai vir a mim as criancinhas e não as impeçais, porque impedi-las negando-as o batismo?

Em lugar da Circuncisão
Além disso, Paulo nota que o batismo substitui a circuncisão (cf. Cl 2,11-12). Nesta passagem, ele se refere ao batismo como "circuncisão de Cristo" e "circuncisão não feita por mão de homem". Usualmente, somente crianças eram circuncidadas sob a Antiga Lei; a circuncisão de adultos era rara, pois eram poucos os convertidos ao judaísmo. Se Paulo quisesse excluir as crianças, não teria escolhido a circuncisão como paralelo do batismo.

Esta comparação entre quem poderia receber o batismo e a circuncisão é muito apropriada. No Antigo Testamento, se alguém quisesse se tornar judeu, deveria crer no Deus de Israel, e ser circuncidado. No Novo Testamento, se alguém quisesse se tornar cristão, deveria crer em Deus e em Seu Filho Jesus, e ser batizado. No Antigo Testamento, aqueles nascidos em lares judeus poderiam ser circuncidados em antecipação à fé judaica na qual iriam crescer e praticar. Da mesma forma, no Novo Testamento, aqueles nascidos em lares cristãos poderiam ser batizados em antecipação à fé cristã na qual iriam crescer e praticar. O caminho é o mesmo: se alguém é adulto, deverá proclamar a fé para ser aceito entre os membros; porém se este alguém é uma criança que ainda não possui faculdades para proclamar a fé, a ele será conferido o rito para aceitação entre os membros sabendo que será nesta fé que irá crescer. Esta é a base da referência de Paulo ao batismo como sendo uma "circuncisão de Cristo" - ou seja, o equivalente cristão da circuncisão.

Somente adultos eram batizados?
Os fundamentalistas relutam em admitir que a Escritura em lugar algum restringe o batismo a adultos, mas quando pressionados, acabam admitindo. Eles concluem que mesmo que o texto não explicite esta idéia, existem significados que suportam esta visão. Naturalmente, as pessoas cujos batismos são lidos na Escritura (e alguns são identificados individualmente) eram adultos, mas porque foram convertidos como adultos. Isto faz muito sentido, pois o cristianismo estava apenas em seu começo. Não existia ainda uma "população cristã", com crianças educadas em lares cristãos, etc.

Mesmo nos livros do Novo Testamento escritos mais tardiamente no primeiro século, nós nunca - nem mesmo uma vez - vemos uma criança crescida em lar cristão sendo batizada apenas após fazer a tal "decisão" por Cristo. De preferência, sempre se assumiu que as crianças nascidas em lares cristãos já eram cristãs, pois já haviam sido "batizadas em Cristo" (Rm 6,3). Se o batismo de crianças não fosse o costume, deveriam haver referências de filhos de pais cristãos sendo aceitos na Igreja apenas após chegarem à idade da razão, mas não há nenhuma referência a isso na Bíblia.

Referências Bíblicas?
Mas, alguém poderia perguntar, a Bíblia diz que bebês e crianças menores podem ser batizadas? As evidências são claras. No Novo Testamento lemos que Lídia foi convertida pela pregação de Paulo e que foi batizada juntamente com a sua família (At 16,15). O carcereiro a quem Paulo e Silas converteram foi batizado naquela noite juntamente com sua família, então, naquela mesma hora da noite, ele cuidou deles e lavou-lhes as chagas. Imediatamente foi batizado, ele e toda a sua família (v. 33). Em sua saudação aos coríntios, Paulo recorda, aliás, batizei também a família de Estéfanas (1Cor 1,16).
Em todos estes casos, lares e famílias inteiras foram batizadas. Isto significa mais do que apenas o cônjuge, pois as crianças também estavam incluídas. Se o texto de Atos fizesse referências apenas ao carcereiro e à sua esposa, porque não lemos "foi batizado, ele e sua esposa"? Portanto, suas crianças também deveriam estar incluídas. O mesmo se aplica aos demais batismos semelhantes citados na Escritura.
Fonte: Catholic Answers 



segunda-feira, 16 de abril de 2012

Kit 13 A caminho de Emaús


PLANO:



 

VISUAIS:

 




JOGUINHO


 

ATIVIDADES:





VERSÍCULOS :



PLANEJAMENTO:

joguinho de tabuleiro - Emaús





catequese infantil - joguinho do novo testamento - a caminho de Emaús

Seja o primeiro a Emaús e de volta a Jerusalém e ganhar o jogo!
 

Instruções: Coloque o seu marcador no Cenáculo de Jerusalém. Coloque as cartas de jogo em uma pequena cesta perto do tabuleiro de jogo. Role os dados e mover espaços que muitos na placa. Se você pousar em "Jesus está vivo" o jogador à sua esquerda vai tirar um cartão de jogo e lhe fazer uma pergunta sobre a história "Caminho de Emaús". Se estiver correto, você ficar onde está. Se você não estiver correto, você voltar onde você estava. Se você pousar sobre a imagem de um pedaço de pão, você pode avançar 2 espaços. Se você desembarcar na imagem de uma cruz que você pode trocar de lugar com o líder. Se você rolar duplos, você pode rolar novamente. Trabalhe seu caminho de Emaús, onde Jesus partiu o pão com os discípulos. Então você deve voltar a Jerusalém para contar aos outros discípulos no Cenáculo que você viu Jesus. A primeira pessoa que recebe de volta ao Cenáculo primeiro é o vencedor.

Nota: Você não tem a terra na figura de Jesus partindo o pão em Emaús com o número exato, mas você deve parar por aí e continuar a jogar a partir dessa posição em seu próximo turno.

Use suas próprias perguntas ou usar os abaixo:
1. Como os dois amigos de Jesus estavam caminhando ao longo da estrada? (2, 3)
2. Onde iam os homens a pé? (Emaús, em Jerusalém)
3. O que foram  fazer? (Cantar, Falar)
4. Quem caminhou junto com eles e eles não o reconheceram?
5. Os discípulos estavam tristes porque?
6. Quando chegaram a Emaús, os discípulos convidou o estranho para ficar e ... ?  c/ eles. (ceiar)
7. Quando se sentaram para comer, o estranho,
  pegou um pedaço de pão, fez uma oração e ... ?  o pão em pedaços e deu aos dois discípulos. (partiu)
8. Então, os discípulos sabiam que o estranho era Jesus. Eles olharam para ele por um momento e então se elmbraram que Ele foi _____. (Morto)
7. Os discípulos correram todo o caminho de volta para _____ e encontrou os outros discípulos e alguns outros amigos de Jesus e disse-lhes o que aconteceu. (Jerusalém, )
8. No início, os discípulos não acreditaram neles, mas um deles disse: "Deve ser verdade; _____ o viu." ( Pedro)
9. O _____ que estavam era escondido,  porque tinham medo dos governantes romanos, dos principais sacerdotes. (lugar, quarto)
10. De repente, Jesus apareceu na sala com eles e eles pensaram que ele era um _____. (Fantasma)
11. Quem quiz ver as feridas de Jesus?(Tomé)
12. Jesus disse: "Não tenha medo. Olhe para as feridas nas mãos e _____. (Pés, )

13. Jesus disse: "Toque-me e ver que eu sou feito de carne e _____." (, ossos)
14. Tem alguma coisa a _____? ", Perguntou Jesus. (Comer, )
15. O que eles dão Jesus para comer? (peixe, )
16. Foram os discípulos finalmente convencido de que Jesus estava realmente vivo? (Sim, )

DINÂMICA DE EMAÚS

 
catequista:
  prepare com antecedência uma sacola com vários objetos.
 Podem ser coisas como:
 um tênis,
 uma colher,
 um boné,
 um livro, 
um brinquedo,
 uma escova de dente… etc. 
Devem ser suficientes elementos para que cada criança pegue um. 
As crianças devem sentar em círculos e a sacola com os elementos,
a sacola vai passando e eles vão tirando um objeto.
Dizer: 
 Vamos repetir as palavras da Bíblia que são parte da nossa a lição de hoje:

 “Eu estou com vocês todos os dias, até o fim dos tempos”

 Jesus disse essas palavras.
 É maravilhoso pensar que Ele está conosco todos os dias em todos os momentos da nossa vida!
 
Agora que todos estamos sentados em círculo, eu irei passando esta sacola e você pegarão um objeto. Vocês deverão dizer o que é e quando é que esse objeto é usado.

 Depois todos repetiremos a promessa que Jesus nos deu na sua Palavra.
 Por exemplo:
  (tirando da sacola disse) Isto é um cachecol que é usado quando faz muito frio!
Agora todos no círculo repetem bem alto:
 “Eu estou com vocês todos os dias, até o fim dos tempos”.
O
catequista diz:
 Jesus está com a gente mesmo no frio do inverno!

A caminho de Emaús




 Texto Bíblico: Lucas 24.13-35
Textos complementares: Salmo 16 / Atos 2.14a, 36-47 / 1 Pedro 1.17-21

Objetivos específicos:
• Mostrar que Jesus se importa com nossas vidas.
• Compreender que Jesus ressuscitou e vive, por isso ganhamos a vida eterna.

Versículo para memorização:
“Eu estou com vocês todos os dias, até o fim dos tempos.” (Mateus 28.20b) NTLH


JESUS ESTÁ SEMPRE CONOSCO!!!
Base Bíblica: Lucas 24: 13-35

Texto para decorar: 

“Eu estou com vocês todos os dias, até o fim dos tempos”.Mateus 28:20B

Objetivos:

Que a criança conheça a historia das duas pessoas que encontraram Jesus no caminho de Emaús.

  • Que compreenda que Jesus está conosco sempre.
  • Que a criança sinta alegria ao saber que Jesus está com ela sempre.

Elementos necessários para o desenvolvimento da lição 2:

•Bíblia
•As figuras para a HORA DA PALAVRA
•Uma sacola com vários objetos para a Dinâmica
•Uma amostra da atividade pronta
•Uma copia da atividade para cada criança.
•Materiais necessários para a confecção da atividade, giz de cera, tesouras e fita adesiva.


HORA DO INCENTIVO

Dizer: Vamos imaginar que estamos fazendo algumas atividades. Vocês podem acompanhar fazendo os movimentos que correspondem. Olhem para mim para saber que movimentos fazer. Primeiros todos sentarão. (se houver tapete que sentem nele, senão nas cadeiras)
Imaginemos que acabamos de acordar, e de levantar da cama. Estiquemos os braços para espreguiçar. (fazer o movimento) Vamos vestir a roupa e o calçado. (simule fazer isso)
Agora vamos escovar os dentes, lavar o rosto e secar com a toalha. Vamos nos pentear e vamos para a cozinha sentar e tomar o café da manhã. Tomamos o copo com leite e ahhh o leite está muito quente!!! Então bebemos devagarzinho para não queimar a língua. Que delicio o desjejum!
Jesus está conosco quando tomamos o desjejum? Quando acordamos? Sim, Jesus esta com a gente!!!!!
Agora pegamos a mochila para ir à escola e vamos ao ponto do ônibus. Fazemos sinal para ele parar. O ônibus pára, subimos, pagamos a passagem e sentamos no banco. Mas como balança o ônibus. A rua está cheia de buracos. (simular os buracos) O ônibus pára e descemos com muito cuidado para não cair. (simule todos os movimentos) Jesus está conosco quando viajamos de ônibus? Sim, Jesus esta com a gente!!!!!
Voltamos da escola e de tarde vamos para a praça brincar. Caminhamos um pouco e chegamos. Subimos na gangorra. Então agora subimos…. e depois descemos… subimos…. e descemos. Agora subimos no balanço, e balançamos para frente e para atrás…. para frente e para atrás. Jesus está conosco na praça? Sim, ele está conosco!!!
Hoje é um dia muito quente! Faz muito calor! (faça os gestos) Vamos entrar na piscina. Vejamos se a água está fria. Coloquemos primeiro um pé. Ahhh, está muito fria! Entramos devagarzinho. Até chegar com a água na cintura. Brincamos jogando água um no outro. Jesus está conosco na piscina? Sim, Ele está conosco!!
A noite esta chegando! Mamãe mandou a gente para dormir. Deitamos e nos cobrimos com o lençol. Oramos e depois dormimos. Jesus está conosco quando dormimos à noite? Sim, com certeza!
(O professor pode dramatizar outras situações conforme a realidade da sua turminha, lembrando sempre de repetir a idéia de que Jesus esta com eles em todas as situações)

Dizer: Hoje vamos escutar a história de dois homens que eram amigos de Jesus. Nesse dia eles estavam muito tristes. Eles achavam que não veriam Jesus nunca mais porque Ele tinha morrido. Vejamos o que aconteceu com eles. (professor, abra a Bíblia como se fosse ler nela a história)

HISTÓRIA BÍBLICA

(O
catequista deverá narrar a história olhando para as crianças, não deve lê-la).

MOSTRAR A FIGURA 1 da lição 3:


Era um dia lindíssimo de sol.
 Os pássaros cantavam alegremente e o vento balançava as folhas das árvores
. Dois amigos estavam caminhando de volta para as suas casa. 
Ainda que o dia fosse maravilhoso, eles não estavam muito tristes. 
Eram amigos de Jesus e estavam desanimados porque estavam relembrando a morte terrível de Jesus na cruz.

-A vida é muito triste sem Jesus entre nós! -disse um deles.
-Sim, você tem razão. Seria fantástico que aquilo que as mulheres disseram hoje de manhã fosse verdade! Elas disseram que ele tinha ressuscitado!
- É verdade! Mas, quem poderia acreditar numa coisa dessas! Nós vimos ele morrer na cruz, e também vimos quando o sepultaram no túmulo!
 Essas coitadas das mulheres devem estar sonhando!
 Eu penso que alguém roubou o corpo do túmulo e elas não querem acreditar nisso!

COLAR A FIGURA 2 da lição 3 

atrás do dois homens: 

 De repente os dois homens ouviram passos de alguém que se aproximava por trás. Quando esse homens os alcançou, começou a caminhar e conversar com eles.

-Do que vocês estão falando? –perguntou o desconhecido- Porque estão com os seus rostos tão tristes num dia tão lindo como este?
Os dois amigos se olharam muito surpresos!
- O senhor é o único em Israel que não tem ouvido o que aconteceu em Jerusalém nestes últimos dias? –perguntaram os homens.
Aquele desconhecido parecia não saber nada dos eventos acontecidos. Então eles começaram a falar de Jesus, da sua vida maravilhosa, dos milagres que ele tinha feito e dos seus poderosos ensinos. Eles contaram como Jesus era um amigo especial e querido para todos.
- Mas tudo isso mudou! Este final de semana ele foi preso pelas autoridades e condenado a morte. A mais terrível de todas, numa rude cruz. Depois da morte, ele foi sepultado num túmulo. Sentimos tantas saudades dele! Parece mentira que tudo isto tenha acontecido com Ele! –disse um dos homens.
- Sim –disse o outro-

 E algumas das mulheres disseram que Ele voltou a viver! Que o viram com vida e que falaram com Ele. Mas a gente não consegue acreditar nisso!
Surpreso o homem olhou para eles e lhes disse:
-Vocês não sabem que aquilo que aconteceu era justamente o que Deus disse que aconteceria?
O desconhecido então começou a explicar as verdades sobre Jesus que estavam escritas na Bíblia. Surpresos, os dois amigos ouviam com muita atenção, pois aquele homem parecia saber muitas coisas.
Rapidamente chegaram ao povoado de Emaús, onde os dois homens moravam.

 A conversa no caminho tinha sido muito interessante. 
E quando os dois amigos perceberam que aquele homem continuaria o seu caminho, o convidaram para que ficasse com eles.
-Já esta escurecendo! Fique com a gente por favor!
O homem aceitou o convite e entrou na casa de um deles. 

Todos estavam com fome, assim que rapidamente se assentaram à mesa para jantar.

MOSTRAR A FIGURA 3 (com as abas já recortadas) e a figura 4 de Jesus partindo o pão da lição 3:

ficará assim:






O visitante tomou um pão nas mãos e orou abençoando, e dando graça a Deus pelo alimento. Depois partiu o pão entre todos.

 De repente, os dois amigos perceberam quem era aquele homem. Se olharam muito surpresos.
-É Jesus!- exclamaram.
Nessa hora algo muito estranho aconteceu! (enquanto repete esta frase, corra o desenho de Jesus de tal maneira que a figura desapareça, ficando a parede de fundo) Jesus havia desaparecido! Não estava mais com eles!
Pularam da cadeira e se abraçaram porque agora reconheciam que Jesus estivera com eles. Agora tinham certeza que Jesus estava vivo! 

Que alegria sentiram os amigos de Jesus ao saber que Jesus voltara a viver! Era fantástico pensar que Jesus estaria para sempre com eles!
 E ainda que eles estavam muito cansados pela caminhada, os dois decidiram sair correndo de casa para voltar para Jerusalém e anunciar aos outros dicípulos que Jesus estava vivo.
- É verdade! O que as mulheres disseram é verdade! –gritavam quando chegaram e se encontraram com os outros discípulos em Jerusalém.
-Nos vimos Ele! Jesus está vivo! Ele não nos deixou!
-Sim! Falamos com ele! Nosso amigo, O senhor Jesus, vive!

DINÂMICA DE EMAÚS
catequista prepare com antecedência uma sacola com vários objetos.
 Podem ser coisas como, um tênis, uma colher, um boné, um livro, um brinquedo, uma escova de dente… etc. 
Devem ser suficientes elementos para que cada criança pegue um. 
As crianças devem sentar em círculos e a sacola com os elementos vai passando e eles vão tirando um objeto.
Dizer: 
 Vamos repetir as palavras da Bíblia que são parte da nossa a lição de hoje:
 “Eu estou com vocês todos os dias, até o fim dos tempos” Jesus disse essas palavras. É maravilhoso pensar que Ele está conosco todos os dias em todos os momentos da nossa vida!
Agora que todos estamos sentados em círculo, eu irei passando esta sacola e você pegarão um objeto. Vocês deverão dizer o que é e quando é que esse objeto é usado. Depois todos repetiremos a promessa que Jesus nos deu na sua Palavra.
 Por exemplo: (tirando da sacola disse) Isto é um cachecol que é usado quando faz muito frio!
Agora todos no círculo repetem bem alto:
 “Eu estou com vocês todos os dias, até o fim dos tempos”.
O
catequista diz:
 Jesus esta com a gente ainda no frio do inverno.

CONCLUSÃO

Oremos para agradecer ao Senhor porque Ele está com a gente sempre!

ATIVIDADE:
Dizer: Faremos uma manualidade que nos ajudará a lembrar que o Senhor esta conosco sempre. (professor levante cada círculo e deixe que os pequenos comentem o que esta se acontecendo nos desenhos. Comente que Jesus esta sempre conosco em cada uma das situações)



Procedimento

1) A catequista deve levar recortados os círculos pequenos para cada criança.
2) Nos encontros as crianças pintarão as situações e recortarão o círculo grande.
3) Pregar com fita adesiva cada círculo pequeno encima dos desenhos menores. (ficará como pequenas janelinhas)

texto retirado do blog sementinha kids e adaptado por mim!

TEATRINHO ...  

 DISCIPULOS DE EMAUS: 



Tobias: Não Pode ser viu! Que coisa chata!Sara: ai?
Tobias: Ah Sara sabe o que foi a Joaninha....O que foi Tobias rsrs porque vc esta resmungando 
Sara: Não me diga que ela tomou todo o seu sorvete de novo?
Tobias: Não, se ela fizesse isso não ficaria tão bravo assim.
Sara: Nossa! O que é pior do que a Joaninha tomar o seu sorvete?
Tobias: Ela me assustou.
Sara: Mas também com aquela cara assusta qualquer um...Tobias: Ai, ai, ai, não é isso Sara. Ela me disse que ia passear na casa de sua avô no fim de semana e não viria pra cá. Então eu resolvi passear no parque sozinho....
Sara: Sozinho? Mas sua mãe deixou?
Tobias: Eu fui com a Tetê.Pois bem, daí apareceu uma menina de boné de macacão rosa, uma pessoa muito legal. Brincamos a tarde toda mas ela não disse uma palavra.
Sara: E daí? Você ficou triste por ela não ter falado com vc?Tobias: Não é que nos brincamos de pega-pega e no final da brincadeira ela correu e caiu sentada no tanque dos patinhos.Sara: Coitadinhos!
Tobias: Dela?
Sara: Não dos patinhos, morreram esmagados!!!
Tobias: Ora Sara to falando serio!!!Sara: Eu também, mas então o que aconteceu quando ela caiu sentada no tanque dos patinhos? Vc chamou o guincho?Tobias: Sim, Nãoooooo! Que guincho que nada foi ai que eu descobri uma coisa...
Sara: O que?
Tobias: Descobri que aquela menina não me era estranha, a única pessoa que brinca de pega-pega e toda vez cai sentada no tanque dos patinhos é nada mais e nada menos que a JOANINHAAAAA!!!!
Sara:
 Nossa e vc nem percebeu que era ela?

Tobias: Não porque ela me disse que iria ficar na casa da vó dela...
Sara: Nossa isso me fez lembrar de Jesus. Quando seus discípulos vinham caminhando pela estrada e encontraram com uma pessoa que os acompanhou. Eles estavam muito tristes porque Jesus havia morrido. E então quando aquele estranho partiu o pão perceberam que era quem? Quem?
Tobias: O padeiro! Porque quem parte o pão é o padeiro certo?
Sara: ERRADAMENTE ERRADO! Presta atenção Tobias, creduuuuu!!! Quando ele partiu o pão reconheceram na hora que aquele desconhecido era nada mais nada menos que Jesus...

Tobias:
JESUS!!! NOSSA!!!!!!! Eles pularam de alegria não foi?Sara: Com certeza devem ter pulado mesmo. Jesus havia ressuscitado no terceiro dia como havia prometido. Mas os discípulos ficaram tão tristes com a morte de Jesus que se esqueceram disso.

Tobias: Nossa é mesmo!
Sara: Então Jesus nos ensina q às vezes não entendemos porque sofremos por exemplo , os discípulos sofreram uma perda Jesus havia morrido. Mas através do sofrimento veio a alegria: Jesus esta vivo!!!!
Tobias: Pois é, Sara, agora entendi; mesmo quando sofremos por algo temos que ter confiança em Jesus e nas suas promessas porque tudo é para o nosso crescimento. E temos q ser firmes na fé, e acreditar que pelas mãos de Deus tudo vai mudar e ser melhor.
Sara: Isso ai Tobias!!!!!Então vamos orar pedindo essa graça a Jesus?
Tobias:Sim vamos!
Sara: Por mais que nos deixe tristes não podemos esquecer que Jesus esta conosco. Ele sempre estará até o fim dos tempos.Ele nos ama se um dia morreu, ressuscitou e hoje se faz presente na comunhão é por amor a cada um de nós...
Tobias: Nossa Sara que lindo.buaaaaa Jesus me amamesmo.Buaaaaaaa!!!!
Sara: Esta chorando porque?
Tobias: AI de emoçao como jesus é lindo!!!!!!!!!!
ENCONTREI NO BLOG DA AMIGA VAL:
http://ministerioparacriancasagudos.blogspot.com.br/2011/05/discipulos-de-emaus-atividades-e.html

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

teatro de sombras

 


Uma luz projetada sobre uma superfície opaca ( papel manteiga) reflete a figura de bichos e personagens das histórias. São fáceis de fazer e a apresentação pode agregar músicas e efeitos especiais.
Dica: Bonecos recortados.

 Como fazer um teatro de sombras?

Material:


  • Caixa de PAPELÃO
  • folha de papel vegetal ou MANTEIGA;
  • folha de papel de PRESENTE a teu gosto;
  • pedaços de cartolina para os cenários;
  • cola
  • tesoura
Modo de fazer:

  1. Corta um rectângulo no fundo da caixa.
  2. Forra a caixa com papel depreseente.
  3. Cola, pela parte de dentro, o papel demanteiga.
  4. Recorta, nas cartolinas, o sol, as àrvores...e cola-os no cenário.
  5.  Coloca um abajur por trás.
...e as personagens:
  1. Cola em cartolina preta as personagens que criou.
  2. Cola um espeto na parte de trás de cada uma.
  3. Cria histórias e brinca vom o teatro.


outras formas:

Sugestão para montar um teatro

TEATRO DE SOMBRAS
Você vai precisar de:
- caixa de papelão
- 1 folha grande de papel transparente
- cartolina ou papelão
- 1 lanterna
- 1 tesoura sem ponta
- varetas finas de madeira
- cola ou fita adesiva
- pincel
Como fazer:   
- Tire o fundo da caixa, a tampa e o lado de trás. Faça um recorte no formato de uma tela de TV, na frente da caixa.
- Recorte e cole quadradinhos de papelão e pinte a caixa com cores escuras para não vazar luz. Depois cole a folha de papel fino, por trás, tapando o buraco da frente.
- Agora, faça duas aberturas de 15cm nos dois lados da caixa. Para contar a sua história, recorte seus personagens em cartolina e cole na vareta com a fita adesiva. Pronto!
É só passar pelo buraco com as suas “sombras”, acender a lanterna por trás de tudo para as sombras aparecerem e fazer a sua apresentação!
Fonte:http://plimplimhistorias.blogspot.com/2009/02/teatro-de-sombras.html 

 Mais uma:
Modo de fazer o cenário:
O teatrinho de sombras passa-se em uma armação que deverá ser montada numa altura razoável para que o educador possa permanecer sentado durante a representação. Assim montar com madeiras fina (ripas) o perfil do teatro que deverá ter 1,40 m de altura por 90 cm de largura.
Cobre-se a parte da frente e laterais com tecido que pode ser de um algodão bem colorido e barato, de forma que fique como uma caixa de tecido preso pelos preguinhos ou mesmo tachinhas pelo lado de dentro. Na parte da frente há uma janela, de aproximadamente 80 cm de comprimento pela mesma medida de largura. Esta janela deverá ser recoberta com tecido tipo gaze branca transparente, ou com papel vegetal da mesma largura, ela deve ser presa pelo lado de dentro com as tachinhas. A janela  poderá ser enriquecida, fazendo com tecido de uma só cor uma cortina pelo lado de fora do teatrinho.
Para garantir o efeito de sombra desejado o cenário do teatrinho deverá estar localizado próximo de um ponto de luz e deverá ser montado cerca de 1 metro de onde será colocada a lâmpada, esta deverá ser colocada atrás do teatrinho de forma que fique exatamente na altura da janela, para esse efeitoo ideal é lâmpada de 150 Watss transparentes. A sala onde se fará o teatrinho deverá estar absolutamente escura quando começar a encenação e os educadores deverão ter o cuidado de trocar os bonecos de sombras e manter suas cabeças abaixo da luz, pois dessa maneira, não atrapalharão o efeito desejado do teatro.
Montagem das cenas:
Em cartão grosso recortar o barco, o pescador, o peixe, a bota e a boca do crocodilo, conforme a ilustração abaixo. As mandibulas do crocodilo são cortadas separadamente e depois furadas no local indicado e presas por uma tachinha, são fixadas nos dedos do "ator" por elásticos. A varinha é feita com palito de churrasco e presa ao peixe com uma linha fina, deve-se fazer outra varinha para usar-se com a bota.
Clique aqui para imprimir o molde em tamanho natural
Para fazer-se a encenação preparam-se as sombras, devendo uma pessoa ser o pescador e outra o crocodilo, se recomenda mais um educador auxiliando na apresentação para a troca de objetos.
Apresentação das crianças:
Depois da apresentação dos educadores, as crianças divididas em grupos de 4 a 6 elementos deverão fazer seus próprios personagens para uma pequena e rápida encenação no teatrinho de sombras. Para isso, eles usarão as próprias mãos reproduzindo a sombra de animais.
http://www.editorainformal.com.br/INTERNETIVIDADES/pacote/roseta/teatro.html
AGORA É SÓ ESCOLHER A MELHOR FORMA E MÃOS À MASSA...
BJKAS,
LÙHH♥♥♥

clique aqui para imprimir os modelos de sombras com as mãos


Os cartões contendo modelo de sombras de animais deverão ser divididos entre as crianças (agrupadas em equipes de quatro a seis elementos). Este grupo deverá criar uma história que contenha todos os animais que cada criança recebeu, depois disso as crianças deverão preparar e apresentar uma história de aproximadamente 1 minuto, onde cada um será o personagem sorteado. A apresentação será feita no mesmo teatro que apresentou a história do pescador.

Teatro de Sombras com as Mãos

por Tiago Almeida
Grupo Girino Teatro de Animação



Clique para ampliar a imagem
Silhuetas de Sombras com as Mãos
O Teatro de Sombras parte de um princípio técnico que envolve uma fonte de luz, uma superfície de projeção e objetos manipulados entre a fonte de luz e a superfície.
Fontes de luz utilizadas podem ser naturais, como a luz do sol ou de chamas de velas e lamparinas,  ou fontes artificiais como lanternas, lâmpadas, luminárias e refletores. Para uma melhor definição das silhuetas é necessário que a fonte de luz seja focalizada, ou seja, que exista um foco concentrado de luz para que esta não diperse no ambiente e assim crie uma melhor definição das formas projetadas.
Para superfícies de projeção, o ideal é trabalhar com telas semi-transparentes como  as de tecido, a fim de que o trabalho de manipulação de silhuetas seja feito de um lado da tela e a platéia visualize a projeção de sombras do outro lado. Nesse caso, a manipulação e projeção é feita ao avesso, já que o público estará vendo o lado contrário da tela. Entretanto, a manipulação de sombras pode, também, ser projetada diretamente em qualquer superfície, como em uma parede branca, por exemplo.

Veja abaixo algumas silhuetas de animais produzidas por Ashley:






.
Imagens do livro “Hand Shadows To Be Thrown Upon The Wall” de Henry Bursill, baseado no original de Griffith & Farran de 1859 e que está disponível graças ao Projeto Gutemberg neste link.





.
.

SEJAM...

SEJAM...

Esse é meu blog antigo...


(120x60)

Faça essa Oração:

“Senhor Deus, eu venho a Ti, como pecador que sou, em nome de Jesus pedir-te perdão pelos meus pecados. Perdoe Senhor, meus pecados. Apaga minhas transgressões e escreve meu nome no livro da vida que está no céu, para quando deste mundo eu partir tenha um lugar reservado em Tua glória. Senhor Deus, eu creio em meu coração para Tua justiça, mas faço confissão com minha boca para salvação da minha alma. Recebo Jesus em meu coração como meu único e suficiente Salvador. Rejeito também todos os deuses estranhos aos quais eu servi até esse momento e a todo mal que veio sobre minha vida. Declaro agora a cobertura do sangue precioso sobre mim. Entrego minha vida e meus caminhos para que o Senhor Jesus possa conduzir-me e creio que serei vitorioso(a) em nome de Jesus. Amém!”

fim de ano!

Recent Posts

Postagens populares